Queima de cana continua proibida em Ribeirão Preto

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo manteve a suspensão da emissão de autorizações para queima da cana-de-açúcar na região de Ribeirão Preto. Já nas regiões de São José do Rio Preto, Araraquara e Barretos, a queima foi novamente autorizada em razão da melhoria das condições atmosféricas desde sábado.Desde a última terça-feira, 8, a queima segue proibida no entorno de Ribeirão Preto, que registrou, na manhã desta segunda-feira, 31 graus e 25% de umidade relativa do ar, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A previsão do instituto é que a temperatura atinja 34 graus à tarde e que o cenário seja mantido ao menos até quinta-feira, 17.A suspensão dos planos de queima aprovados pelo Departamento Estadual de Proteção de Recursos Naturais (Deprn) foi determinada pelo Secretário Estadual do Meio Ambiente, José Goldemberg. Se o produtor descumprir a determinação, será advertido inicialmente e, se reincidente, poderá ser autuado pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) e multado em valores que variam de 10 a 10 mil Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps), ou, de R$ 139,30 a R$ 139,3 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.