Quem comprou CNH falsa também será punido

Um segundo passo da Operação Carta Branca é identificar os motoristas que se beneficiaram do esquema. "Quem comprou uma carteira falsa também cometeu um delito e deve ser punido", diz o delegado-geral da Polícia Civil, Maurício Freire. Segundo Cyro Vidal, presidente da Comissão de Trânsito da OAB-SP e ex-diretor do Detran, a primeira providência a ser tomada é o cancelamento da CNH. "O juiz também pode aplicar uma interdição temporária, impedindo que o motorista tire uma nova carteira por um período", disse. No âmbito penal, essa pessoa pode até mesmo ser presa. De acordo com Vidal, o motorista ainda poderá responder por falsidade ideológica, por declarar falsamente o domicílio ou por corrupção ativa - esse último crime é punido com até 8 anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.