Quércia diz que Mercadante "entregou os pontos"

O candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Orestes Quércia, afirmou nesta sexta-feira que um dos seus adversários, o petista Aloizio Mercadante, "entregou os pontos" na disputa eleitoral. "Ele disse ontem que está vivendo um pesadelo em sua vida e na campanha. O Mercadante arrepiou carreira, mas nós não. Vamos seguir na luta até o dia da eleição", disse Quércia em reunião no diretório estadual do PMDB, na zona sul da cidade.Mercadante vive uma crise na candidatura, já que o ex-coordenador de sua campanha, Hamilton Lacerda, é apontado como homem que supostamente transportou o dinheiro usado para a compra do dossiê Vedoin. Há 16 dias, os petistas Valdebran Padilha e Gedimar Passos foram presos pela Polícia Federal com R$ 1,75 milhão em dólares e reais. O objetivo seria comprar um dossiê vendido pelo empresário dono da Planam, Luiz Antonio Vedoin, que está detido.O dossiê conteria informações que seriam usadas contra os tucanos, principalmente o candidato tucano ao governo do Estado de São Paulo, José Serra. Quércia reafirmou que acredita que irá chegar ao segundo turno. "Temos pesquisas qualitativas que indicam mudança nesta reta final", afirmou em resposta ao questionamento do que lhe serviria de base para argumentar que poderia continuar no pleito, num hipotético segundo turno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.