''Queremos criar barreiras''

O secretário estadual de Meio Ambiente, Xico Graziano, lembra que a ocupação da região da Cantareira é diferente da que ocorreu nas Represas Billings e do Guarapiranga, mas merece atenção porque a mancha urbana cresce naquela direção. "Queremos criar barreiras físicas, cercamentos ou muros, em algumas áreas de maior fragilidade." As frentes de expansão serão monitoradas e as prefeituras precisam auxiliar na contenção da expansão urbana descontrolada, acrescentou. "Estamos, até mesmo, com a hipótese de propor uma lei estadual da mata atlântica para os remanescentes da região metropolitana." A ideia é uma legislação mais rigorosa para permitir preservar a floresta nativa, sobretudo nos mananciais. "Daqui a dez dias vou levar para o governador José Serra uma proposta de trabalho, onde vou assegurar que o desmatamento irregular não vai mais acontecer."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.