''Quero um Estado forte e para todos terem oportunidade''

Confúcio Moura , candidato do PMDB

, O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2010 | 00h00

Como fazer para aumentar a renda do Estado?

O brasileiro já vive num ambiente de carga tributária elevada, e o aumento de tributos com certeza não será o melhor caminho. Rondônia passa por um bom momento econômico por causa dos investimentos federais e privados, que estão concentrados na capital. Esse movimento elevará o PIB estadual, mas o desafio será expandir esse efeito positivo para o interior do Estado. Temos que modernizar o governo e melhorar a eficiência fiscal para o benefício vir de modo mais imediato.

Qual a estratégia principal para o seu governo?

Quero um Estado forte, de economia sólida e com oportunidades para todos. Para isso, teremos um governo moderno e eficiente. Rondônia fica numa posição geográfica estratégica do ponto de vista da economia internacional. Seremos tanto base de apoio para o Brasil quanto forte exportador de produtos.

Há alguma ideia para se ter uma economia sustentável?

Historicamente, Rondônia vem de um forte processo de ocupação do espaço onde a tônica era avançar sobre a floresta. Somos fortes no agronegócio, mas temos sérios problemas ambientais e o desafio é coordenar a harmonização entre o crescimento econômico e o meio ambiente. Não existe fórmula mágica para isso, é um exercício diário. Só um forte trabalho de médio e longo prazo, que precisa começar imediatamente, poderá apresentar resultados mais satisfatórios. Temos que fazer uma pecuária diferente, com desmatamento zero, recuperar nossa malha hídrica, fortalecer o extrativismo, o turismo ambiental e aproveitar a geração de créditos de carbono.

O apoio aos candidatos presidenciáveis será importante em que sentido?

Sou do PMDB e estamos juntos na disputa estadual e na nacional. Depois de eleito, precisarei muito do apoio nacional, os investimentos federais que impulsionaram nossa economia atual precisam ser expandidos tanto na capital quanto no interior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.