Quinze pessoas já morreram em SP por conta das chuvas

Quinze pessoas já morreram e nove ficaram feridas em decorrência das fortes chuvas no Estado de São Paulo, segundo dados da Operação Verão, implementada em 1º dezembro do ano passado pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil. A última morte ocorreu na segunda-feira, 19, quando a jovem Nailza da Silva, de 11 anos, faleceu após ser vítima de uma descarga elétrica em Santa Branca, no interior. Segundo dados da Operação, 107 cidades de São Paulo foram atingidas pelas chuvas desde dezembro de 2006. Quarenta e seis municípios estão em situação de emergência e em Tapiratiba, a 231 km da Capital, foi decretado estado de calamidade pública. Até o momento, 314 pessoas continuam desabrigadas e dependem de abrigos municipais, boa parte delas no interior e na região de Campinas. Na terça-feira, 20, fortes chuvas atingiram São José do Rio Preto. De acordo com a Defesa Civil, houve destelhamento parcial de moradias em bairros da cidade, além de quedas de árvores sobre vias públicas, veículos, muros, rede elétrica e residências. No bairro João Paulo II, uma árvore destruiu parcialmente uma casa. Dois moradores tiveram ferimentos leves e foram encaminhados ao Pronto-socorro do Jaguaré.

Agencia Estado,

21 Fevereiro 2007 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.