Rabino Sobel deve deixar hospital nesta segunda-feira

O rabino Henry Isaac Sobel, de 63 anos, deve ter alta do Hospital Israelita Albert Einstein, na zona sul de São Paulo, ainda nesta segunda-feira, 2. Ele está internado desde a última sexta-feira, 30, quando apresentou ?transtorno de humor, representado por descontrole emocional e alterações de comportamento?, de acordo com o boletim médico.Na tarde de domingo, 1º, a calígrafa Amanda Sobel, mulher do rabino, afirmou que ele estava ?bem?. Ela não quis entrar em detalhes sobre o tratamento do marido. No domingo, o hospital não divulgou novo boletim sobre a situação de saúde do rabino.Sobel foi preso há uma semana na Flórida, após confessar que furtou de lojas da região cinco gravatas das marcas Louis Vuitton, Giorgio Armani, Giorgio?s e Gucci. Ficou cerca de 21 horas na cela que abriga até 64 detentos e pagou fiança de US$ 3 mil para ser liberado, quando retornou ao Brasil. Na quinta-feira, o episódio veio a público. A pena máxima prevista é de 5 anos. Sobel terá de se apresentar ao juiz de Palm Beach para audiência no dia 23 de abril. Em pronunciamento feito no sábado à tarde no hospital, o mais conhecido representante da comunidade judaica no Brasil declarou que era ?difícil explicar o inexplicável? e atribuiu o episódio ao uso de medicamentos sem orientação médica.ApoioSobel pediu afastamento temporário da presidência da Congregação Israelita Paulista (CIP), que aceitou o pedido. Filho de belgas, nascido em Portugal, mas cidadão americano, Sobel mora no Brasil há 36 anos.A entidade Amigos Brasileiros do Paz Agora, que se intitula como um movimento de brasileiros, que milita pela paz entre Israel, o povo palestino e os países árabes, criou um site de apoio onde é possível deixar mensagens de solidariedade ao rabino.Até a manhã desta segunda-feira, a página chegava a quase 4 mil assinaturas. Um dos textos destacava: ? Neste momento extremamente difícil de sua vida, na véspera do Pessach e da Páscoa, apelamos à comunidade judaica e ao público brasileiro a manter o espírito de compreensão e compaixão, valorizando no homem público Henry Sobel aquilo que o destaca em todo o seu longo histórico de realizações.?Uma oração também foi celebrada na noite de domingo em apoio ao rabino na missa da Igreja de São Domingos, em Perdizes (zona oeste). O frei Marcelo Neves emocionou os fiéis ao pedir na oração que não se esquecessem da luta pelos direitos humanos promovida pelo rabino, evocando Nossa Senhora e Jesus Cristo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.