ARQUIVO PESSOAL
ARQUIVO PESSOAL

Radialista morre após ser baleado dentro do estúdio da rádio FM Liberdade

De acordo com testemunhas, dois homens entraram no local, em Camocim (CE), atiraram e fugiram em uma moto; segundo a polícia, há suspeita de motivação política

CARMEN POMPEU, Especial para o Estado

06 Agosto 2015 | 17h19

FORTALEZA - O radialista Glaydson Carvalho, conhecido como Amigão, foi baleado na tarde desta quinta-feira, 6, dentro do estúdio da emissora onde trabalhava, a rádio FM Liberdade, em Camocim, no litoral oeste do Ceará.

De acordo com testemunhas, dois homens entraram no estúdio, atiraram e fugiram em uma moto. O radialista chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

A polícia afirma que ele havia recebido ameaças pelo Facebook. A suspeita é de que o crime tenha motivação política.

Mais conteúdo sobre:
CamocimCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.