Raio fere 31 militares do Batalhão da Guarda Presidencial

Homens foram atingidos enquanto estavam em treinamento na área externa do quartel; nenhum deles corre risco de morrer

Tânia Monteiro, O Estado de S. Paulo

09 Março 2015 | 22h54

BRASÍLIA - Trinta e um  militares do Batalhão da Guarda Presidencial (BGP) estão internados em dois hospitais de Brasília em decorrência da queda de um raio no Setor Militar Urbano. Nenhum deles corre risco de morte. Os militares estavam em treinamento na área externa do quartel, quando uma forte chuva começou a cair em Brasília, por volta das 15h30, e um raio atingiu o local. Com a queda do raio, vários militares desmaiaram e se sentiram mal e o socorro do Samu foi chamado para atendê-los.

Segundo o Centro de Comunicação Social do Exército (CcomSEx), inicialmente os militares foram atendidos em três hospitais: de Base, do Exército e das Forças Armadas. À noite, os do hospital de Base também foram distribuídos entre os dois hospitais militares.

Inicialmente os militares ficarão em observação por 12 horas. Alguns deles sofreram queimaduras e outros chegaram a ficar inconscientes. Mas os sinais vitais de todos estavam preservados.

Mais conteúdo sobre:
Brasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.