Rapaz de 16 anos depreda ônibus. Não conseguiu carona

Um adolescente de 16 anos foi preso na Praia de Copacabana, na tarde de hoje, depois de quebrar o pára-brisa de um ônibus a chutes e tentar agredir a motorista porque ela se recusou a dar carona. O rapaz estava com a mulher de 17 anos e dois filhos, de 4 anos e 1 ano e 3 meses. Um passageiro se revoltou com a atitude do jovem, desceu do ônibus, procurou a polícia e ajudou a perseguir o rapaz. A motorista do ônibus 175 (Central-Barra) Marlene Alves Pereira, de 51 anos, contou que o casal entrou o veículo na Cinelândiae pediu para descer na Praia de Copacabana, sem pagar a passagem. ?Expliquei que não podia abrir a porta por causa dosfiscais. Ele então chutou o pára-brisa, tentou me dar um soco, mas eu me esquivei, e abriu a porta?.Revoltado com a cena, o funcionário público aposentado Euclides Leôncio da Silva, de 65 anos, chamou a polícia. ?Fiquei revoltado. Ele agiu dessa forma porque a motorista era mulher?, disse. Silva ajudou a perseguir o garoto, que foi preso na Praça Serzedelo Corrêa. ?Agradeço muito esse senhor pela solidariedade, porque os outros passageiros foram embora. Ninguém me ajudou?, disse Marlene.Foram necessários cinco policiais para conter o jovem. Formou-se uma aglomeração em torno do rapaz, que teve o shortrasgado pelos policiais, quando tentava fugir. Turistas fotografaram a cena. O jovem negou a tentativa de agressão à motorista e disse que perdeu o controle porque não tinha dinheiro para pagar a passagem. Ele foi levado para a 13.ª Delegacia (Copacabana) e seria autuado por agressão, resistência à prisão, desacato e vandalismo.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2004 | 18h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.