AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Rapaz é preso por divulgar fotos de pedofilia na internet

Um auxiliar de escritório, de 22 anos, de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, foi preso pela Polícia Federal por divulgar via internet fotos de crianças nuas e em cenas de sexo. A prisão ocorreu na última terça-feira, 2, e o acusado aguarda decisão da Justiça Criminal Federal sobre seu pedido de liberdade provisória.A PF foi acionada há três semanas pela mãe de uma menina de 10 anos residente em Londrina que, atendendo a pedido do auxiliar, lhe enviou fotos nua. O acusado teria convencido a menina apresentando-se como agente de uma banda de rock da qual a garota se dizia fã. Com as fotos - feitas pela menina com uma webcam - em seu poder, o auxiliar de escritório procurou a família exigindo dinheiro para não divulgá-las na rede. Mas, não esperou o fim da negociação e as divulgou.O computador do rapaz continha, segundo o delegado-chefe da PF, Élcio Felipe Fuscolim, arquivos de crianças nuas que ele oferecia por meio de um site. A PF chegou ao auxiliar de escritório por meio do provedor utilizado por ele para armazenar o site.O auxiliar está sujeito a seis anos de prisão e ao pagamento de multa por violar o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que define como crime "apresentar, produzir, vender, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente". O Estatuto não permite a divulgação dos nomes dos envolvidos.Este texto foi alterado às 18 horas para correção de informação no primeiro parágrafo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.