Rapaz protegido pela Justiça é preso por assalto em Recife

O carioca Hugo Leonardo Ferreira, 19 anos, que desde o ano passado estava incluído no Programa de Proteção à Testemunha (Provita), do Ministério da Justiça, foi preso hoje, em Olinda, por porte ilegal de arma e assalto a comerciantes na região metropolitana do Recife. Com ele foram presos outros quatro homens. "Sou famoso no Rio e agora em Pernambuco", disse o rapaz ao delegado do bairro do Janga, Eduardo Aguiar. Ferreira entrou para o Provita ao denunciar o envolvimento do ex-secretário adjunto de Segurança Pública do Rio, coronel Lenine de Freitas, com o tráfico de drogas, na época do ex-governador Anthony Garotinho (PSB). Segundo Hugo, o ex-secretário recebia propina de R$ 5 mil por semana do narcotráfico.Hugo está em Pernambuco desde dezembro do ano passado. Primeiro ficou em um hotel e depois passou a morar num apartamento alugado pelo Provita, em Olinda. Além do aluguel, o programa dava R$ 700,00 de ajuda de custo ao assaltante. Ele disse ter praticado seis homicídios no Rio. Em Olinda, segundo o delegado, ele é acusado de cinco assaltos a estabelecimentos comerciais e postos de gasolina. Aguiar disse ter sido informado pela coordenação do Provita em Pernambuco que Hugo será desligado do programa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.