Rapaz que fugiu com a namorada se diz arrependido

O garçom Wander Alves Ramorini, de 20 anos, que fugiu com a namorada, L. A. P. B., de 14 anos, disse hoje que está arrependido. ?Pela forma que isso repercutiu, me arrependo muito. Foi um ato inconseqüente?, disse ao chegar ao Rio de Janeiro. O casal foi encontrado segunda-feira em Porto Seguro, na Bahia, depois de fugir de Visconde de Mauá, no interior carioca, no dia 30 de outubro.O garçom, que trabalhava na pousada de propriedade da família de L., prestou depoimento na delegacia de Resende e confirmou o que havia dito às autoridades da Bahia. ?Ele contou que namora a jovem há nove meses e que pretendiam passear pelo Nordeste e voltar. Isso é coisa de adolescente mesmo?, disse o delegado Mário Viana. Ramorini e L. foram descobertos depois que a dona da pousada em que estavam em Porto Seguro os reconheceu em uma reportagem na televisão.Hóspede na casa da namorada, o garçom não deve ser responsabilizado pelo crime de rapto consensual, pelo o qual foi indiciado. ?O pai da menina retirou a queixa, porque a própria filha pediu. O caso deve ser arquivado pelo juiz e não há mais nada contra ele?, disse o delegado. Segundo Viana, L. confirmou que viajou porque quis e não foi forçada a nada. Na fuga, eles levaram R$ 1.100 da pousada e o carro Land Rover da família da jovem, que acabou apreendido no Espírito Santo porque Ramorini não tinha carteira de habilitação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.