Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Rapper MV Bill lança livro sobre tráfico, na Daslu

O menino que dizia gostar de ser traficante, no grande telão instalado no 4º andar do luxuoso prédio da Daslu, império da alta costura freqüentado pela classe alta, gerava reações diferentes em uma platéia formada por dois mundos: jovens de favelas e comunidades pobres dividiam cerca de 100 lugares com clientes da loja, para verem MV Bill falar sobre o lançamento de seu livro: Falcão - Meninos do Tráfico.Antes de falar sobre o livro, MV Bill fez questão de exibir um trecho do documentário feito com o amigo Celso Athayde. As cenas causavam espanto principalmente nos clientes da loja, mas eram recebidas com mais naturalidade por rappers e fãs de MV Bill.CríticasA noite que rendeu cenas inéditas em uma loja considerada sinônimo do consumismo levou MV Bill a responder críticas antes mesmo de explicar por que estava lá. "Meu desejo sempre foi que a favela ficasse em pauta. Tínhamos de chegar às classes mais altas também e fazer com que elas ficassem tocadas".Sobre as críticas que enfrentará de rappers mais conservadores com relação a sua decisão de fazer o lançamento de seu livro na Daslu, Bill respondeu com dureza: "Quando falo disso (os problemas sociais), não penso no rap como movimento - o que eu quero é dialogar. Não estou aqui nesta loja para fazer um show. Estou aqui para falar de um problema muito mais sério e propor também uma divisão de renda. Estive em Brasília em não fiz alianças com ninguém, assim como não estou aqui para fazer aliança".As letras de Bill, que falam de preconceito, foram lembradas. Ao que o rapper respondeu: "Sei que não é qualquer pretinho que entraria em uma loja como essa. Os problemas raciais continuam existindo". Uma outra crítica feita a Bill, a de que seu documentário denigre as favelas assim como o filme Cidade de Deus prejudica a imagem daquela comunidade, também não passou em branco. "Não conheço o trabalho de quem falou isso (o escritor e rapper Ferrez). Mas, se ele falou, é porque deve ser importante", se limitou MV Bill.MídiaO livro de MV Bill era vendido no saguão da Daslu por R$ 33,90. Bill adiantou que lançará também outros dois ou três livros com material que restou de suas pesquisas junto aos meninos do tráfico. O longa metragem Falcão, o Sobrevivente, terá lançamento nacional no dia 12 de outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.