Rastreador de moto leva a receptadores

Uma pessoa fugiu quando a polícia chegou ao local; ninguém foi preso

Daniela do Canto, O Estadao de S.Paulo

27 de março de 2009 | 00h00

Um sistema de rastreamento instalado em uma moto levou a polícia a uma casa usada como depósito de motos roubadas na zona sul de São Paulo, na noite de anteontem. No imóvel de número 77 da Rua Afonso Simão, na Vila Clara, investigadores do Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado (Deic) encontraram oito motos roubadas. Até ontem à noite, ninguém havia sido detido.A moto que levou os policiais até o local onde estavam as outras foi roubada do dono de uma ferramentaria, de 25 anos, às 19h20 de anteontem. Ele chegava em casa com a namorada, em Cidade Ademar, também na zona sul, quando foi rendido por dois homens, um deles armado, que estavam em um Ford Ka cinza roubado. Os bandidos levaram a moto, uma Honda Hornet vermelha, e abandonaram o Ka no local, com a chave no contato. Eles ainda levaram dois celulares da vítima, uma mochila, a carteira com os documentos, um capacete e um par de óculos de grau.Como comprou a moto recentemente de um amigo e ainda não havia feito a transferência do documento, a vítima foi até a casa daquele amigo, no Jardim Selma, para pedir ajuda. A polícia também foi avisada sobre o roubo e, minutos depois, o sistema de rastreamento apontou a localização exata da moto.FUGATestemunhas afirmaram que uma pessoa conseguiu fugir quando percebeu a chegada da polícia. O proprietário da casa foi identificado como Paulo Botelho Fonseca. No local, a polícia também encontrou outras sete motos roubadas e documentos da auxiliar de limpeza Mariluce José da Fonseca. A polícia agora vai investigar a participação do casal nos crimes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.