Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Reabertura leva centenas de pessoas a pontos turísticos do Rio

Locais como o Cristo Redentor e o AquaRio receberam público logo que os portões foram abertos

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2020 | 15h59

RIO - O primeiro dia de reabertura dos principais pontos turísticos do Rio foi marcado por presença intensa de visitantes. Locais como o Cristo Redentor e o AquaRio receberam público logo que os portões foram abertos. Teve até fila de espera.

O Corcovado foi reaberto oficialmente em uma cerimônia realizada no meio da manhã. Os portões para o público tinham previsão de abrir apenas às 13h, mas por volta de meio-dia os primeiros visitantes já estavam lá no alto, fazendo fotos em frente ao Cristo Redentor.

"É muito bom reabrir, poder ver a imagem do Cristo Redentor e pedir uma bênção. Também é importante para todos, para mobilizar a economia do Estado, da cidade do Rio e sobretudo das pessoas", disse o professor de filosofia Estéfano Fernandes, de 26 anos, que foi um dos primeiros a chegar ao local após a reabertura.

A contadora Taíssa Barboza, de 49, também aproveitou a primeira hora de visitas ao Corcovado. "É um momento muito importante para todo o carioca. O Cristo é um marco para a cidade, um lugar especial e de muito orgulho. A gente fez questão de vir logo na abertura como carioca, não como turista, para agradecer tudo de bom que tem acontecido, apesar dessa crise mundial", comentou. Para ela, já estava na hora de o monumento ser reaberto à visitação. "Se até as academias já abriram, por que não o Cristo?", indagou.

Aquário. Operando com apenas 20% de sua capacidade de público, o AquaRio também recebeu muita gente neste sábado. Os ingressos promocionais - menos da metade do preço de tabela para o carioca - estão sendo vendidos todos antecipadamente. O limite é de 200 pessoas por hora, e todos os horários de sábado já estavam esgotados.

"Sendo sincero, a gente não estava com essa expectativa", disse Fernando Menezes, diretor do Grupo Cataratas, que administra o AquaRio. "Vendemos todos os ingressos e esperamos que continue assim por alguns dias."

O diretor afirmou que vê a reabertura como "uma nova inauguração". Ele atua no AquaRio desde que estava sendo construído. "Agora o friozinho na espinha está sendo o mesmo", admitiu.

Entre os visitantes deste sábado estava o administrador de empresas Telmo Dias, de 56 anos. Ele foi ao AquaRio pela primeira vez e estava na companhia da filha e do neto. "Eu estava para vir desde a inauguração, mas fui sempre protelando. É muito lindo", considerou.

Para ele, os pontos turísticos estão abrindo no momento certo. "Mas é preciso ter a consciência de que tem que ter número limitado de pessoas, álcool gel e máscara", pontuou. "Estou até achando que tem muita gente, mas é aquele negócio: o carioca não pode ficar sem isso. Já passou o período de isolamento. Agora, vamos aos poucos."

Além do Cristo Redentor e do AquaRio, a RioStar (roda gigante) e o Bondinho do Pão de Açúcar também voltaram a receber visitantes neste sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.