Reage PMDB!

O que falta ainda dizer sobre o caráter político dos peemedebistas que já não disseram igual ou pior a respeito da capacidade de raciocínio das louras?! Fisiologismo, para elas, é pinto! Juiz de futebol também está acostumado a não dar bola que lhe chamem de ladrão, filho da mãe e o escambau, mas não lembro de outra raça, categoria ou cambada tão resignada ao esculacho quanto essa turma do PMDB depois que ficou por cima da carne-seca. Ofensa genérica não é com eles. "Corruptos", "quadrilheiros", "inescrupulosos", "golpistas" - eu, hein! Esse tipo de tratamento dispensado a toda hora ao coletivo da sigla não atinge a direção do PMDB, que já avisou: só dará relevo aos xingamentos quando surgir um "fato concreto" que fundamente o noticiário. Pela lógica do partido, toda loura-burra também pode exigir o ônus da prova, desde que, naturalmente, saiba o que é isso. DUAS CARAS Acusada de, entre outras bizarrices, "roubar comida" dos colegas reféns no cativeiro das Farc, a colombiana Ingrid Betancourt ocupa hoje na mídia global posição tão constrangedora quanto a da brasileira Paula Oliveira no noticiário que dá visibilidade a Zurique no resto do planeta. Nem no PMDB acontecem coisas estranhas dessa magnitude. Como assim? A notícia de que Gisele Bündchen escondeu da imprensa seu casamento com o astro do futebol americano Tom Brady, em Los Angeles, deixou o mundo das celebridades em estado de choque. Como é que perde uma oportunidade dessas de aparecer, caramba? Serviço de despachante O Corinthians está procurando fazer tudo direitinho: botou Ronaldo no seguro antes mesmo de emplacar o Fenômeno. Precisa ver se já pagou o IPVA do craque, hein! Similar americano Hugo Chávez está preocupado com a concorrência de Barack Obama. Teme que o presidente americano tome-lhe a frente do terceiro ciclo da revolução bolivariana. Algumas ideias socializantes do presidente americano são muito parecidas com as do líder venezuelano - repara só! Ao mar Não precisa nem esperar o desfile das campeãs na Sapucaí! Esse transatlântico que saiu do Rio e enguiçou na Quarta-Feira de Cinzas em águas uruguaias já pode ser considerado o maior programa de índio do carnaval 2009. Nem de longe o baile de gala do Copacabana Palace foi tão desagradável. Que crise, rapaz?! O governo tem boas razões para não dar muita importância à inadimplência. Boa parte da população nem sabe o que é isso. Muitos confundem com inapetência. Dura realidade Recapitulando para quem só vai voltar amanhã do feriadão de carnaval, o mundo estava em crise, lembra? Pois é, rapaz...

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.