Rebelados de Bangu 3 estariam tentando cavar um túnel

A Polícia Militar reforçou a tarde a segurança em torno do Presídio de segurança máxima Bangu III, depois que interceptações telefônicas revelaram que os presos rebelados, há quase 52 horas, estariam adiando o fim da rebelião para cavar um túnel. O coordenador das Casas de Custódia Major Dayzer Corpas disse que não há possibilidade de fuga. Há informações de que os presos não se renderão, enquanto a integridade física deles não for garantida pelo secretário de Segurança Pública, Anthony Garotinho. O subsecretário de Segurança Paulo Souto está no presídio mas a presença dele não é suficiente, segundo os presos. Até agora, parentes de reféns permanecem na rua, sem informações da Secretaria de Administração Penitenciária. Há pessoas que estão há 50 horas em frente ao Complexo Penitenciário.Para ler mais sobre a rebelião em Bangu 3: » Do lado de fora de Bangu3, parentes esperam por notícias » No terceiro dia da rebelião, recomeçam as negociações » Mais um refém é libertado em Bangu 3 » Rebelados de Bangu 3 liberam apenas quatro reféns » Tensão cresce em Bangu. Reféns entram em desespero. » Situação em Bangu 3 é insuportável, dizem refém, pelo celular » Retomadas as negociações em Bangu 3 » Governo do Rio suspende negociações com presos de Bangu 3 » Presos não conseguirão fugir, diz secretário » Operadoras prometem bloquear celulares na área de Bangu

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.