Rebelados libertam 27 familiares e 1 agente prisional em SE

Presos mantêm mais de 100 reféns, a maioria mulheres e crianças, desde o começo da tarde de domingo

Angela Lacerda, Agência Estado

16 Abril 2012 | 11h53

RECIFE – Um agente prisional e 27 familiares de presos que estavam sendo mantidos reféns desde às 14h deste domingo, 15, no Complexo Penitenciário Advogado Antonio Jacinto Filho, em Aracaju, foram liberados na manhã desta segunda-feira, 16. A informação foi divulgada pela secretaria estadual de segurança pública (SSP-SE). Outros dois agentes penitenciários e 101 parentes de presos continuam impedidos de sair do presídio.

A rebelião envolve os 476 presos do complexo penitenciário, de segurança máxima. O comandante do policiamento militar da capital (CPMC), coronel Enilson Aragão, e o capitão da PM Marcos Carvalho, mantêm negociações com os rebelados. A rebelião é reivindicatória. Os presos denunciam maus tratos, querem a mudança da direção do presídio e agilidade nos processos e audiências por parte do Poder Judiciário de Sergipe.

Segundo a secretaria, eles estão dentro dos pavilhões dos presídios e em parte da laje. Muitos estão encapuzados e gritam por mudanças. Policiais civis e militares de várias unidades especializadas continuam de prontidão na parte externa e na entrada da unidade prisional. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também estão presentes.

 

 

Mais conteúdo sobre:
rebelião prisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.