Rebelados libertam reféns em Bangu 3

Os 24 reféns que ainda estavam dentro do presídio Bangu 3, na zona oeste do Rio, estão sendo libertados pelos cerca de 800 presos rebelados. Duas outras pessoas foram liberadas por volta das 8 horas. O secretário de Estado de Direitos Humanos e Sistema Penitenciário, João Luiz Duboc Pinaud, que está na penitenciária acompanhando o motim, iniciado ontem à tarde, disse que o que houve "não foi uma rebelião, e sim uma insurreição. Os presos agiram no justo direito de reivindicar melhores condições de vida", acredita o secretário, que assinou um documento garantindo que eles não sofrerão maus tratos por causa do movimento.Os presos continuam ocupando o telhado da penitenciária. Eles mostraram à imprensa, chamada ao local para que a rebelião terminasse, as péssimas condições em que vivem: eles moram aglomerados em cubículos, sem higiene, água ou luz. Há 90 dias, houve outra rebelião na mesma unidade prisional. A assessoria de imprensa do governador Anthony Garotinho informou que ele cancelou os compromissos marcados para hoje para acompanhar o caso em Bangu 3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.