Rebelião de menores no Espírito Santo termina sem feridos

Adolescentes fizeram dezenas de reféns por cerca de 19 horas em Cariacica; eles reivindicavam visitas íntimas

Solange Spigliatti, Central de Notícias

18 Novembro 2009 | 10h57

Terminou por volta das 10h30 desta quarta-feira, 18, a rebelião dos 30 menores da Unidade de Internação Socioeducativa (Unis), em Cariacica, no Espírito Santo, iniciada na tarde de terça. As 15 pessoas que eram mantidas reféns foram liberadas. Ninguém ficou ferido, segundo a Polícia Militar.

 

A rebelião começou por volta das 15h de ontem, durante apresentação de integrantes da banda de congo "Amores da Lua", que participavam de uma confraternização do Dia Nacional da Consciência Negra. Ao todo, foram mantidos reféns 31 pessoas, entre agentes educativos, professores, pedagogos e músicos da banda, de acordo com a PM.

 

Dezesseis pessoas foram liberadas durante a noite. Alguns colchões foram incendiados pelos adolescentes no início do motim. Segundo a PM, no momento está sendo feita a contagem dos adolescentes por policiais do Batalhão de Missões Especiais (BME).

 

Os internos reivindicavam visitas íntimas e exigem a liberação de alimentos trazidos por familiares dentro dos chamados "malotes". A Unis atende adolescentes de ambos os sexos, na faixa etária de 12 a 18 anos e, em casos expressos em lei, até 21 anos.

Mais conteúdo sobre:
Cariacica ES Unis rebeliao menores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.