Rebelião de presos interdita carceragem no Paraná e deixa dois feridos

Cadeia tem capacidade para 40 presos, mas 170 detentos ocupavam o local; dois presos foram feitos reféns após tentativa de fuga

Julia Baptista, estadão.com.br

30 de agosto de 2010 | 14h25

SÃO PAULO - Uma rebelião de presos deixou dois feridos, e a carceragem onde estavam interditada na noite deste domingo, 29, em Ivaiporã, cidade localizada a 276 quilômetros de Curitiba. De acordo com a polícia, houve uma tentativa de fuga, e dois presos que foram feitos reféns tiveram ferimentos leves.

 

Os presos reivindicavam por causa da superlotação do Setor de Carceragem da Delegacia de Ivaiporã. "Os presos montaram barricadas em frente à carceragem para impedir a entrada de polícias militares", disse o delegado Antonio Cardozo. A carceragem tem capacidade para 40 presos, mas 170 detentos ocupavam o local.

 

Os sistema hidráulico foi destruído, e portas das celas foram arrancadas. Um dos reféns teve uma lesão na orelha. Medicado no Hospital Municipal, ele foi liberado cerca de uma hora depois. Quinze presos foram transferidos para a Penitenciária de Apucarana (PR). O delegado aguarda, até o fim da tarde desta segunda-feira, 30, orientações da Secretaria de Segurança Pública e da Secretaria de Justiça do Paraná sobre a transferência do restante de presos, que foram acomodados no pátio da carceragem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.