Rebelião deixa 4 feridos em unidade da Fundação Casa

Motim na unidade de Guarulhos deixou quatro funcionários feridos, um deles em estado grave

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

15 de fevereiro de 2010 | 03h10

Quatro funcionários ficaram feridos, um deles em estado grave, na noite deste domingo, 14, durante uma rebelião dos 55 internos de uma das três unidades da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Casa), antiga Febem, no Jardim Aracília, em Guarulhos, Grande São Paulo.

 

De acordo com a Fundação Casa, a rebelião começou após uma tentativa de fuga frustrada dos internos. Mas segundo o delegado Fernando Santiago, do 4º Distrito Policial, do bairro dos Pimentas, que foi até a unidade e conversou com a direção e com policiais militares, há duas versões para o início da rebelião. A primeira é que uma discussão na sala de TV, entre funcionários e internos, acabou tomando proporções maiores.

 

A outra é que o motim começou após PMs do 44º Batalhão, acionados por funcionários da unidade, flagrarem três jovens, entre eles dois menores, tentando jogar drogas para o interior da unidade. Revoltados por não terem recebido a droga, os internos, com idades entre 14 e 18 anos, todos primários, decidiram iniciar a rebelião.

 

Segundo a Polícia Civil, com o trio foram apreendidos 300 cápsulas plásticas de cocaína e 130 trouxinhas de maconha.O rapaz maior de 18 anos detido em frente à unidade será autuado em flagrante por tráfico de drogas; já os dois menores serão encaminhados para a Fundação. A Corregedoria da Fundação Casa abriu sindicância para apurar o caso.

 

Feridos

 

Quatro agentes socioeducativos foram feitos reféns pelos internos, que destruíram três paredes, mesas e cadeiras. O funcionário que necessitou de atendimento médico hospitalar foi identificado como Wellington Alcântara Souza, ferido com um corte na cabeça. Ele segue internado, já fora de perigo, no Hospital Municipal Pimentas, no bairro de Bonsucesso.

 

A unidade palco da rebelião foi inaugurada pelo governo do Estado em 20 de fevereiro de 2008 e tem capacidade para 56 internos.

Mais conteúdo sobre:
Fundação Casarebelião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.