Rebelião deixa um 1 morto e 2 feridos na Fundac de Abreu e Lima

Motim começou após uma tentativa de fuga frustrada de um grupo de 150 adolescentes

14 de novembro de 2007 | 01h42

Uma tentativa de fuga de um grupo de 150 adolescentes seguida de uma rebelião terminou com um menor morto e dois feridos, na noite de terça-feira, 13, na unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) em Abreu e Lima (PE), região metropolitana de Recife. Veja também: Força-tarefa entra em presídio e controla situação no Recife Eram 19h30 quando os menores dos pavilhões 04, 05 e 07 tentaram fugir pelo portão principal da unidade, mas foram contidos pelos agentes temporários que trabalhavam na unidade. Ao serem contidos, os adolescentes deram início ao quebra-quebra e atearam fogo nas mobílias de suas alas, que ficaram parcialmente destruídas. Por causa do incêndio, a Tropa de Choque da Polícia Militar e agentes da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOES) tiveram de aguardar a chegada dos Bombeiros e término do trabalho de combate ao fogo para invadir a unidade. A unidade tem capacidade para abrigar 98 menores, mas atualmente abriga 304 adolescentes, de idades entre 14 e 17 anos. Segundo a assessoria de imprensa da Fundac, os internos não fizeram funcionários reféns nem houve disparos de arma de fogo tanto por parte da polícia quanto por parte dos rebelados. Durante o motim, um dos internos acabou morrendo e outros dois ficaram feridos e foram encaminhados ao Hospital da Restauração. As circunstâncias da morte do adolescente estão sendo apuradas. A Fundac informou que polícia vai investigar o ocorrido, enquanto a direção da fundação providenciará acomodações para os adolescentes que tiveram parte dos alojamentos danificados. Até o início desta madrugada, o Batalhão de Choque ainda realizava a revista padrão na unidade.

Mais conteúdo sobre:
rebeliãoFundac

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.