Rebelião em Betim já dura sete horas

Já dura sete horas a rebelião dos 664 presos do Centro de Remanejamentos de Presos (Ceresp), em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). Por volta das 19h30 deste domingo, três pessoas foram feitas reféns. Os presos estariam em posse de 3 armas de fogo. No início da madrugada desta segunda-feira, um dos reféns foi liberado. Ainda estão em poder dos detentos um agente carcerário e um policial militar.Uma juiza e uma promotora negociam com os rebelados o témino do motim. O Batalhão de Choque da PM e o Corpo de Bombeiros foram acionados e aguardam do lado de fora das instalações.O Ceresp tem capacidade para abrigar 420 presos temporários que aguardam julgamento e pertence à Polícia Civil do Estado. Presos já condenados, no entanto, permanecem no centro de remanejamento por falta de vagas no sistema penitenciário do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.