Rebelião em cadeia de Botucatu deixa 1 morto e 5 feridos

Um preso morreu e outros cinco ficaram feridos durante uma rebelião na Cadeia Pública de Botucatu, no interior de São Paulo. Os detentos queimaram colchões e fizeram reféns os presos da ala do seguro. Eles ainda destruíram todo o presídio. Segundo o Bom Dia SP, da TV Globo, a vítima fatal, Gilberto Barbosa, foi presa por não pagar pensão à família e morreu com golpes de estilete. Após a rebelião, que durou duas horas e só terminou com a chegada da Tropa de Choque da PM, 15 armas pontiagudas feitas com ferros foram encontradas na cadeia. A polícia garantiu que o presídio passava por inspeções periódicas. Os cerca de 180 presos que estavam no local, com capacidade para 60 detentos, foram transferidos para o Centro de Detenção Provisória de Avaré, na noite de domingo. Muitos detentos são condenados e já deveriam estar em penitenciárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.