Rebelião em educandário deixa 40 feridos no Rio

Menores internos do Instituto Santo Expedito fizeram uma nova tentativa de rebelião na manhã desta quarta-feira, 12, por volta das 10h30. Policiais militares entraram na unidade para conter os menores e gritos foram ouvidos, mas logo depois a situação voltou a ser controlada. Os internos tentaram fugir por volta das 4 horas da manhã. Agentes viram a movimentação no pátio e acionaram o alarme. Revoltados com a fuga frustrada, eles atearam fogo na instituição. Bombeiros ainda fazem o trabalho de rescaldo. De acordo com o sindicato dos agentes penitenciários, há pelo menos um guarda e 40 adolescentes feridos. A informação ainda não foi confirmada pelo Departamento Geral de Ações Sócio-Educativas (Degase), órgão responsável pela administração dos abrigos para menores infratores. Nesse momento, o deputado Alessandro Molon (PT), integrante da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa, está no Santo Expedito e conversa com os adolescentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.