Rebelião em Hortolândia é controlada

A rebelião na Penitenciária 2 de Hortolândia, região de Campinas, acabou às 19h30. A tropa de choque, a cavalaria e o canil da Polícia Militar haviam invadido o presídio há cerca de uma hora, mas os 600 presos negociaram com a diretoria do presídio e libertaram os reféns. Muitas crianças e mulheres que estavam com os presos, mas não como reféns, já sairam. As negociações foram tranqüilas, não houve nenhum preso ferido e nem danos à estrutura do presídio.Neste momento, a tropa de choque da PM se dirige ao presídio de São Bernardo, em Campinas, onde também outros 600 presos estão rebelados e onde vai haver negociação para tentar acalmar acabar com a rebelião. De Campinas, os policiais militares devem ir para Americana, onde houve um princípio de rebelião, mas já foi controlado, e, em seguida, para Itirapina, onde acontece outra rebelião.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.