Rebelião em Maceió deixa 6 mortos e 70 feridos

Motim é controlado no fim da tarde deste sábado; 7 feridos ainda estão internados no Hospital de Maceió

Ricardo Rodrigues,

17 de novembro de 2007 | 19h54

Foi controlada no fim da tarde deste sábado, 17, a rebelião na Casa de Detenção de Maceió. O saldo do motim foi de seis detentos mortos e um total de 70 feridos. Destes, sete ainda permanecem internados no Hospital e Pronto Socorro de Maceió.  O motim, que teve início por volta de 14 horas, teria começado depois que uma fuga foi abortada por agentes penitenciários que estavam de plantão. Quando foram descobertos, os presos atiraram contra os funcionários e deram início à rebelião, já registrada pelo Centro de Operação da Polícia Militar de Alagoas (Copom).  Do lado de fora do complexo penitenciário do Cadeião, que fica no bairro Tabuleiro do Martins, na periferia da cidade, era possível ver fumaça saindo de dentro da unidade. Os policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope, Radiopatrulha, Gerenciamento de Crises da PM, unidades do Samu e Corpo de Bombeiros) foram enviados para o local. A cadeia abriga presos que ainda não foram julgados e sofre com problemas de superlotação. Desde que foi inaugurada, no fim do governo Ronaldo Lessa, já foram registradas diversas fugas.

Tudo o que sabemos sobre:
rebeliãoMaceió

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.