Alberto Maraux/SSP-BA
Alberto Maraux/SSP-BA

Rebelião em presídio na Bahia deixa 5 mortos

Briga entre facções rivais e tentativa de fuga foram o estopim para o início do tumulto em Salvador

Heliana Frazão, especial para o Estadão

21 de fevereiro de 2022 | 19h50

SALVADOR - Uma suposta briga entre grupos rivais e uma tentativa de fuga provocaram uma rebelião no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, na tarde do domingo, 20.  O motim resultou na morte de cinco detentos, alguns com requintes de crueldade,  e deixou outros 18 feridos, conforme divulgado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP).

Ainda segundo a SSP, durante o confronto, que ocorreu no pavilhão II, alguns presos tentaram escapar pelo portão principal, mas foram impedidos pela guarda do presídio. Na manhã desta segunda-feira, 21, durante uma revista geral no pavilhão II, foi encontrada uma pistola modelo G2C, calibre .40, com dois carregadores e munição. O material estava na cela F6.

A direção da penitenciária tem informações de que a ordem para a execução de membros rivais teria partido de fora do complexo penitenciário, mas detalhes a respeito desse fato ainda estão sendo apurados.

O secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização, Nestor Duarte, teme que as mortes, provocadas por disputa de espaço dentro da cadeia, possam ter repercussão nas ruas. "Mas, a polícia está investigando como tudo aconteceu", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.