Rebelião em Salvador já dura 24 horas. 58 são reféns

Já dura 24 horas a rebelião promovida por 122 presos de um pavilhão da Penitenciária Lemos Brito, em Salvador. Os detentos mantém seis agentes penitenciários e 52 visitantes como reféns. Eles exigem, além de melhorias na penitenciária, o retorno de quatro líderes transferidos sexta-feira para o Presídio de Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador. Uma comissão formada por representantes do Ministério Público, Secretaria da Justiça e Polícia Militar está negociando com os revoltosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.