Rebelião em Uberlândia entra no segundo dia

Foram retomadas nesta manhã as negociações entre a Polícia Militar e presos rebelados da Colônia Penal Jaci de Assis, em Urberlândia (MG). Desde às 13h30 de ontem mais de quatrocentos detentos mantêm cerca de cem parentes e oito agentes penitenciários reféns, informou a Rádio CBN. O motim começou no horário de visitas, depois que os agentes descobriram um túnel por onde os detentos pretendiam promover uma fuga em massa. Os amotinados ameaçam os agentes com armas de fabricação caseira. Durante a noite dois agentes foram libertados e tinham ferimentos. Os detentos exigem que alguns deles sejam transferidos para outras penitenciárias do Estado, melhorias nas condições do presídio e que não haja castigo aos rebelados. Policiais militares cercam o local que já teve cortados a energia e o fornecimento de água.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.