Rebelião no Amapá deixa defensor público ferido

Uma rebelião no Complexo Penitenciário do Amapá deixou ferido hoje o defensor público geral do Estado, Élder Ferreira. Também há informações não confirmadas de que quatro presos teriam morrido. Segundo a Globo News, a defensoria pública estava fazendo um mutirão de revisão de pena no Complexo Penitenciário, quando alguns presos se revoltaram. O defensor público Élder Ferreira levou um tiro no braço. Ele foi socorrido, levado ao hospital e passa bem. A Polícia não confirma a informação de que quatro presos estariam mortos e que três agentes penitenciários teriam sido feitos reféns. O clima continua tenso no interior do presídio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.