Rebelião no MA termina depois de 23 horas

Depois de 23 horas de muita tensão, terminou no início da tarde de hoje a rebelião na Penitenciária Agrícola de Pedrinhas, em São Luís, que resultou na morte de três pessoas e deixou outras cinco feridas. A rebelião teve início às 15h de domingo e só foi controlada às 14h de hoje, depois de atendidas algumas reivindicações dos cerca de 100 detentos amotinados. A rebelião foi o ápice de uma crise que vinha se arrastando há algumas semanas. Os detentos exigiam a transferência de três agentes penitenciários, o afastamento do diretor da penitenciária, a libertação de presos com penas vencidas e providências para o problema de superlotação no presídio. Para intermediar as negociações com a diretoria da penitenciária, os rebelados exigiram a presença do promotor de Justiça José Cláudio Cabral e do juiz Mário Lima Reis.

Agencia Estado,

03 de setembro de 2001 | 15h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.