AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Rebeliões terminam em 16 unidades; presos controlam 51

São 51 as penitenciárias e centros de detenção controlados por presos rebelados, segundo os últimos relatos que chegaram à sede do governo paulista, por volta das 14h30 deste domingo. No auge da megarrebelião, eram 67 as unidades tomadas, onde os detentos mantinham reféns e visitantes retidos.O Palácio dos Bandeirantes ainda não tinha detalhes sobre como as 16 unidades foram retomadas pelas autoridades. Em algumas houve invasão da Tropa de Choque da PM e em outras houve simplesmente um acordo entre a polícia e os detentos, muitos deles temerosos de um conflito que pudesse prejudicar seus parentes e amigos retidos desde o início da visita de sábado.A megarrebelião lançada pelo Primeiro Comando da Capital (PCC) - organização criminosa comandada de dentro dos presídios paulistas - começou na sexta-feira. Ao mesmo tempo, foi lançada uma série de ataques a bases militares. Desde sexta-feira houve 100 ataques e 52 pessoas morreram.Entre os mortos estão 35 policiais civis, militares, integrantes de guardas metropolitanas e agentes de segurança de penitenciária; 3 civis e 14 suspeitos. Entre os feridos há 24 policiais militares; 5 policiais civis; 5 guardas metropolitanos; 2 agentes penitenciários; 8 cidadãos e 6 suspeitos.ReaçãoA seqüencia de ataques e a megarrebelião seriam uma reação dos integrantes da organização criminosa à transferência de seus líderes para a carceragem do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), em São Paulo, e de cerca de 700 presos ligados ao PCC para a Penitenciária 2 de Presidente Venceslau. Mas a transferência foi feita justamente porque o governo estadual descobriu que o PCC planejava uma megarrebelião para este final de semana.Fontes do Palácio dos Bandeirantes avaliam que esta megarrebelião, a maior da história do País, tem como principal objetivo marcar a posição do PCC, demonstrar força e desviar a atenção das autoridades para facilitar os ataques às bases policiais. Em geral, os rebelados não estão promovendo destruição das unidades.Na madrugada deste domingo 19 unidades prisionais aderiram à megarrebelião: Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Bernardo do Campo, São José dos Campos, Guarulhos e Belém, cadeira feminina de Campinas, Itapetininga 1 e 2; Praia Grande; Adriano Marrey, em Guarulhos; Pirajuí 2; Assis; Hortolândia; Martinópolis; Getulina; Mirandópolis 1 e 2; Potim 2; Casa Branca; Álvaro Carvalho e Marília.A seguir, a situação das penitenciárias e centros de detenção no início da tarde deste domingo, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária:Rebeliões em andamento 1.Penitenciária II de Pirajuí (capacidade para 852 presos - população 1245) - 10 reféns 2.CDP de Mogi das Cruzes (cap. 768 - pop. 889) - 6 reféns 3.Penitenciária de Araraquara (cap. 750 - pop. 1034) - 8 reféns 4.Penitenciária de Lucélia (cap. 792 - pop. 1217) - 10 reféns 5.Penitenciária I de Potim (cap. 768 - pop. 1057) - 8 reféns 6.Penitenciária II de Itirapina (cap. 852 - pop. 1407) - 12 reféns 7.CDP de Diadema (cap. 576 - pop. 511) - 11 reféns 8.Penitenciária I de Franco da Rocha (cap. 852 - pop. 1344) - 2 reféns 9.Penitenciária de Irapuru (cap. 768 - pop. 964) - 5 reféns 10.CDP I Osasco (cap. 768 - pop. 1410) - 2 reféns 11.Penitenciária Feminina de Campinas (cap. 540 - pop. 583) - Não há informações sobre reféns 12.Penitenciária I de Hortolândia (cap. 750 - pop. 1077) - 5 reféns 13.CDP PIII de Hortolândia (cap. 750 - pop. 1289) - 12 reféns 14.Penitenciária II de Itapetininga (cap. 804 - pop. 1167) - Não há informações sobre reféns 15.Penitenciária I de Mirandópolis (cap. 804 - pop. 1159) - 2 reféns 16.Penitenciária II de Mirandópolis (cap. 804 - pop. 1176) - 12 reféns 17.Penitenciária de Junqueirópolis (cap. 792 - pop. 1214) - 15 reféns 18.CDP de São Bernardo do Campo (cap. 768 - pop. 1520) - Não há informações sobre reféns 19.Penitenciária II de Franco da Rocha (cap. 852 - pop. 1211) - 7 reféns 20.CDP II Osasco (cap. 768 - pop. 1194) - Não há reféns 21.Penitenciária de Martinópolis (cap. 792 - pop. 1171) - 12 reféns 22.Penitenciária II de Guarulhos (Adriano Marrey) (cap. 1200 - pop. 1830) - 4 reféns 23.CDP I Belém (cap. 768 - pop. 1381) - Não há reféns 24.CDP de São José dos Campos (cap. 512 - pop. 1182) - 2 reféns 25.Penitenciária II de Potim (cap. 768 - pop. 1054) - 4 reféns 26.Penitenciária I de São Vicente (cap. 330 - pop. 469) - Não há reféns 27.Penitenciária I de Pirajuí (cap. 850 - pop. 1116) - 10 reféns 28.Penitenciária de Assis (cap. 750 - pop. 1064) - 13 reféns 29.Penitenciária de Pacaembu (cap. 792 - pop. 1205) - Não há reféns 30.CDP de Parelheiros (cap. 765 - pop. 1145) - 4 reféns 31.Penitenciária Feminina da Capital (cap. 410 - pop. 677) - Não há informações sobre reféns 32.Penitenciária Feminina Sant´Ana (cap. 1600 - pop. 1308) - Não há informações sobre reféns 33.Penitenciária de Getulina (cap. 792 - pop. 1244) - 18 reféns 34.Penitenciária de Marília (cap. 750 - pop. 1063) - 6 reféns 35.Penitenciária de Álvaro de Carvalho (cap. 792 - pop. 1242) - Não há reféns 36.CDP de Bauru (cap. 768 - pop. 1242) - 1 refém 37.CDP de Piracicaba (cap. 512 - pop. 1053) - 1 refém 38.CDP de Americana (cap. 576 - pop. 935) - 5 reféns 39.Penitenciária II de Hortolândia (cap. 804 - pop. 1215) - 1 refém 40.Penitenciária de Casa Branca (cap. 852 - pop. 1419) - 2 reféns 41.Penitenciária I de Tremembé (cap. 750 - pop. 1119) - 2 reféns 42.CDP de Praia Grande (cap. 512 - pop. 1265) - 3 reféns 43.CDP de São Vicente (cap. 768 - pop. 1465) - 3 reféns 44.Penitenciária II de São Vicente (cap. 750 - pop. 1130) - 7 reféns 45.Penitenciária I de Reginópolis (cap. 768 - pop. 1160) - 2 reféns 46.Penitenciária II de Reginópolis (cap. 768 - pop. 1114) - 5 reféns 47.CDP de Ribeirão Preto (cap. 768 - pop. 1077) - Não há reféns 48.CDP de Franco da Rocha (cap. 864 - pop. 1138) - 8 reféns 49.CDP I de Pinheiros (cap. 520 - pop. 731) - 3 reféns 50.Penitenciária de Pracinha (cap. 520 - pop. 960) - 2 reféns 51.CDP de SJRio Preto (cap. 760 - pop. 1113) - 4 reféns Rebeliões encerradas 52.Penitenciária I de Avaré (cap. 520 - pop. 154) - início: 16h30 (12/5) - 13 reféns - encerrada em 13/5, às 13 horas 53.Penitenciária de Iaras (cap. 792 - pop. 435) - início: 16h30 (12/5) - 12 reféns - encerrada em 13/5, às 14 horas 54.Penitenciária de Ribeirão Preto (cap. 792 - pop. 1102) - 9 reféns - encerrada em 13/5, às 13h15 55.CDP de Suzano (cap. 768 - pop. 1175) - 12 reféns - encerrada em 14/5, às 10h30 56.Penitenciária I de Lavínia (cap. 768 - pop. 1142) - 1 refém - encerrada em 14/5, às 11h30 57.Penitenciária de Marabá Paulista (cap. 792 - pop. 1171) - 3 reféns - encerrada em 14/5, às 11 horas 58.Penitenciária I de Guareí (cap. 768 - pop. 879) - 8 reféns - encerrada em 13/5, às 19 horas 59.CDP de Campinas (cap. 768 - pop. 1078) - Não há informações sobre reféns - encerrada em 14/5, às 9h30 60.Penitenciária de Riolândia (cap. 792 - pop. 1059) - 8 reféns - encerrada em 14/5, às 12h30 61.Penitenciária de Presidente Prudente - (cap. 630 - pop. 773) - 6 reféns - encerrada em 13/5, às 18 horas 62.Penitenciária II de Avaré (cap. 852 - pop. 1146) - 1 refém - encerrada em 13/5, às 15h20 63.Penitenciária I de Serra Azul (cap. 768 - pop. 1063) - 1 refém - encerrada em 13/5, às 18h50 64.Penitenciária de Flórida Paulista (cap. 768 - pop. 1142) - Não havia reféns - encerrada em 14/5, às 11 horas 65.Penitenciária de Paraguaçu Paulista (cap. 768 - pop. 1075) - 3 reféns - encerrada em 14/5, às 13 horas 66.Penitenciária III de Lavínia - (cap. 768 - pop. 949) - 3 reféns - encerrada em 14/5, às 13 horas 67.Penitenciária II de Lavínia (cap. 768 - pop. 800) - 5 reféns - encerrada em 14/5, às 13h35

Agencia Estado,

14 de maio de 2006 | 14h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.