Recém-nascido é abandonado em cidade do interior do Paraná

Homem viu criança no centro de Ponta Grossa; mãe foi encontrada e levada à Vara da Infância e da Juventude

Ítalo Reis, estadao.com.br

29 de setembro de 2008 | 17h45

Um bebê com dois dias de vida foi abandonado no centro de Ponta Grossa, a cerca de 117 quilômetros de Curitiba, no último domingo. Segundo informações da polícia, a mãe deixou a criança em frente a um imóvel em construção, na Rua Coronel Dulcídio. Um homem que estava na rua viu o bebê, que estava dormindo, e pediu ajuda para moradores do local. A polícia, então, foi acionada.  Segundo a PM, o garoto estava com a roupa do hospital onde nasceu, o que facilitou a identificação da mãe. Os policiais levaram o garoto para a maternidade. A Polícia Civil localizou a mulher, de 25 anos, mãe de mais duas crianças de 2 e 5 anos. O caso foi encaminhado para o Conselho Tutelar Oeste da cidade que passa a acompanhar o caso. Segundo a conselheira Jocemara Aparecida de Santos, a mãe negou ter abandonado o menino, mas depois voltou atrás. "Ela não é casada e não trabalha. Então não queria ficar com a criança, pois não teria condições de sustentar". De acordo com Jocemara, a mulher só descobriu a gravidez no sexto mês da gestação. Ao ser encaminhada para a Vara da Infância e da Juventude de Ponta Grossa, a mãe disse que queria levar a criança para adoção, mas ficou indecisa. Agora, o Conselho Tutelar encaminhou a mãe para uma avaliação psicológica para saber se há algum problema, como depressão pós-parto, comum em algumas mulheres. A juíza da vara da infância irá decidir se ela ficará com a guarda da criança ou não. A mãe da criança ainda pode ser condenada a prisão por abandono de incapaz, com pena variável de seis meses a três anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.