Reforma agrária: Acre tem maior adesão do País

O Estado do Acre registrou em maio o maior número de inscrições no programa de reforma agrária pelos Correios no País, com mais de 60% das adesões. No Brasil, naquele mês, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) apresentou inscrições de 5.725 agricultores sem terra. No Acre foram 3.384.O coordenador do movimento Grito da Terra Brasil, Nivardo Mourão, diz que os números foram altos porque não houve mobilização contrária no Estado, "conforme ocorreu" pelo País. "Estamos preparando um grande protesto contra esse programa para os dias 5 e 6", disse Mourão. O superintendente do Incra, Aldenor Fernandes, justifica afirmando que os dados comprovam a "confiança" dos sem-terra no governo. "No Acre os movimentos agrários são pacíficos e os interessados sabem que terão uma resposta do governo".Campeão - Dos 22 municípios acreanos, o campeão de adesões é Rio Branco, com 1022 inscritos. Senador Guiomard, a 22 quilômetros da capital, aparece em segundo com 748. Cruzeiro do Sul, segunda maior população do Estado, figura em quarto com 214 cadastros. O programa, diz Fernandes, ajudará inclusive na regularização dos assentamentos porque está "aberto" aos agricultores que possuem terra sem o título definitivo de propriedade. Dos mais de 10 pontos da pauta do Grito da Terra, o "assentamento" via correio é o ponto que mais os organizadores pretedem contestar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.