Reformas em balsas vão atrasar travessias no litoral paulista

Duas balsas que fazem a travessia marítima entre as cidades de São Sebastião e Ilhabela, no litoral norte paulista, foram retiradas de operação para reforma por 75 dias. Até o mês de outubro, os passageiros contarão com o transporte de apenas três embarcações, o que deve elevar o tempo de espera para o embarque dos passageiros, principalmente aos finais de semana, quando o movimento aumenta em mais de 50%. Haverá também reforma em duas balsas entre Guarujá e Santos e outra entre Guarujá e Bertioga. Aos sábados, domingos ou feriados, os passageiros terão que esperar de meia-hora a quarenta minutos para embarcar, devido à redução no número de balsas. Por este motivo, o gerente de operações da Dersa, responsável pelo transporte, Rogério Plácido das Neves, aconselha que turistas evitem os horários de pico, das 7h às 9 horas e das 17h às 19 horas.Segundo ele, a reforma será nas embarcações menores, com capacidade para 22 carros. ?São reforços no casco, hélice, troca de peças e equipamentos para garantir mais segurança do usuário?, afirmou Neves. Apesar da redução, o gerente garante que não haverá transtornos ou congestionamentos nos embarques. ?Escolhemos esta época do ano, quando não há muitos feriados prolongados e o movimento de turistas normalmente é menor?.Segundo o gerente, a empresa está investindo cerca de 4 milhões nas reformas das embarcações. Desde o dia 1º de agosto, o preço da travessia sofreu um reajuste. Entre São Sebastião e Ilhabela, o valor subiu de R$ 6,90 para R$ 7,60 por veículo em dias úteis e R$ 11,40 para feriados e finais de semana. Na travessia entre Guarujá e Santos, o valor foi para R$ 4,50. Antes era cobrado R$ 4,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.