Região é símbolo de degradação

A região conhecida como Cracolândia, no centro de São Paulo, tem 362 mil metros quadrados e é formada pelo quadrilátero das Ruas Mauá, General Couto de Magalhães e Avenidas Duque de Caxias, Cásper Líbero, Ipiranga e Rio Branco. O local se tornou sinônimo do tráfico de drogas, exploração sexual e outras atividades ilícitas nos últimos 30 anos, no rastro do esvaziamento populacional e da desvalorização imobiliária do centro. Apesar da deterioração, a região mantém um comércio especializado, como o de peças de informática, muito procurado, e foi beneficiada por investimentos culturais, como a Sala São Paulo e o Museu da Língua Portuguesa. Nos últimos dois anos, órgãos da Prefeitura e da polícia têm realizado ações para coibir o crime na região.

O Estadao de S.Paulo

07 Setembro 2003 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.