Região Sudeste estuda criação do Ferroanel

A região Sudeste pode ter, em breve, um Ferroanel para integração de ferrovias, semelhante ao Rodoanel, na região metropolitrana de São Paulo. O secretário estadual dos Transportes, Dario Rais Lopes, vai discutir no início da próxima semana com o ministro dos Transportes, Anderson Adauto, a participação da União no projeto. Ele esteve nesta quinta-feira num seminário sobre transportes promovido pelo Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo. Segundo o secretário, o Ferroanel seria paralelo ao trecho sul do Rodoanel, para aproveitar a infra-estrutura. Um dos possíveis traçados prevê que o Ferroanel chegue ao Complexo Anchieta-Imigrantes, facilitando o acesso de cargas ao Porto de Santos. Outro traçado seguiria a linha da empresa MRS Logística até Sepetiba, no Rio. O projeto está orçado em cerca de R$ 1,6 bilhão. No trecho até Santos, seriam gastos cerca de R$ 360 milhões. No de Sepetiba, o custo chegaria a R$ 460 milhões. "Vamos discutir também quando será feito o repasse de R$ 25 milhões que a União nos deve de sua participação no trecho oeste do Rodoanel", disse o secretário. Ele espera iniciar o planejamento Ferroanel e as obras de infra-estrutura em um mês. Metrô - Durante o seminário, o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, garantiu que o pagamento do aumento de 18,3% aos funcionários do Metrô não vai atrapalhar os planos de expansão da companhia. Segundo ele, em outubro devem ser iniciadas as obras da linha 4 Amarela (Vila Sônia-Luz). Para equilibrar as contas da companhia, afetadas pelo reajuste concedido pela Justiça aos metroviários, o secretário determinou a contenção dos custos fixos da empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.