Reino Unido desiste de exigir visto de brasileiros

O Reino Unido arquivou sua tentativa de exigir vistos para brasileiros, informou ontem o Ministério do Interior britânico. A iniciativa pôs fim a um atrito diplomático gerado pela inclusão do Brasil numa lista de 11 países suspeitos de não atenderem a requisitos de controle de imigração ilegal, no ano passado. O governo britânico decidiu exigir visto de cidadãos de Bolívia, Venezuela, África do Sul, Lesoto e Suazilândia. O Itamaraty foi informado na semana passada sobre a medida, mas aguarda comunicado oficial. Em julho, a ameaça de Londres de imposição de visto a brasileiros havia chegado a Brasília acompanhada por exigências consideradas absurdas, como a presença de um policial britânico no setor de imigração do Aeroporto de Guarulhos. Em carta ao governo brasileiro enviada em julho, os ministros britânicos dos Negócios Estrangeiros e do Interior afirmavam que o governo estava "preocupado" com os brasileiros "que permanecem além do permitido e/ou trabalham ilegalmente no Reino Unido". O Itamaraty informou que também adotaria visto para os britânicos no Brasil. Em setembro, foi firmado um acordo de "cooperação positiva", que previu a criação de um comitê permanente de consultas consulares. Nos próximos meses, o comitê deve adotar um sistema bilateral para contornar o veto à entrada de brasileiros em território britânico. O mecanismo, em vigor entre Brasil e Espanha, estabelecerá um canal entre as autoridades dos aeroportos britânicos e os consulados brasileiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.