JOSE PATRICIO/AE
JOSE PATRICIO/AE

Número de malas extraviadas em aeroportos cai 10,5%

Relatório da Sita considera terminais aéreos do mundo todo; erros de transferência em conexões são a principal razão dos extravios

Edison Veiga, O Estado de S. Paulo

26 Abril 2016 | 18h57

SÃO PAULO - O índice de extravio de bagagens em aeroportos do mundo caiu 10,5% em 2015, se comparado com o ano anterior. O dado foi revelado por levantamento da empresa de tecnologia aeroportuária Sita e considera terminais aéreos do mundo todo - nesta pesquisa, não há um recorte mostrando a situação somente do Brasil.

De acordo com a empresa, o índice de 2015 - 6,5 malas extraviadas a cada mil passageiros - foi o menor já registrado.

Entre 2014 e 2015, houve um aumento do número de passageiros no mundo - de 3,3 bilhões para 3,5 bilhões, uma alta de 7%. O número de malas extraviadas caiu de 24,1 milhões para 23,1 milhões, ou seja, 4% sem levar em conta o aumento de passageiros. Por isso, o relatório considera bagagem perdida a cada mil passageiros - e aí o número caiu de 7,3, em 2014, para 6,5 malas extraviadas a cada mil passageiros, em 2015.

Erros de transferência em conexões são a principal razão dos extravios, respondendo a 45% do total. Outras causas aparecem em menor incidência, como falhas no carregamento (19%) e problemas na etiquetagem (4%).

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULOBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.