Renan pede pacto nacional em torno do novo presidente

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, pregou neste domingo um pacto nacional em torno do próximo presidente. Renan votou às 11 horas no bairro de Garça Torto, litoral norte de Maceió. Ele estava acompanhado do senador Teotônio Vilela Filho (PSDB-AL) e de lideranças do PMDB, PSDB e PSB no Estado. Renan vestia uma camisa com o adesivo de Lula e Teotônio Vilela estava com o adesivo de Geraldo Alckmin (PSDB) na camisa.Apesar de um votar em Lula e o outro em Alckmin, os dois senadores estiveram juntos na campanha para o governo de Alagoas, que resultou na eleição de Vilela. Para Renan Calheiros, o importante é que o presidente eleito reúna os partidos aliados e da oposição para garantir a governabilidade do País. "Os problemas do Brasil são enormes e não podem ser resolvidos por um só partido", afirmou o presidente do Senado, que pediu união em torno do candidato vitorioso, seja Lula ou Alckmin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.