Renovação nos Jardins, na trilha da Oscar Freire

Ruas serão fechadas hoje para a Promenade, festa que promete transformar região em calçadão chique

Valéria França, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2026 | 00h00

Cartão de visita dos Jardins, bairro nobre da zona sul, a Rua Oscar Freire ganhou ainda mais prestígio em sua nova versão bulevar, com banquinhos e calçadas confortáveis. O atual desenho da rua, que foi reformada no fim do ano passado, levou comerciantes a promover melhorias em seus pontos. Novos negócios também surgiram (leia texto abaixo). Ruas próximas, como Augusta e Bela Cintra, estão pegando carona na boa fase da Oscar Freire, investindo em projetos para roubar um pouco da atenção da vizinha badalada.Há desde grandes eventos festivos que envolvem o mais sofisticado trecho comercial dos Jardins até iniciativas menores de donos de restaurantes, decididos a reforçar a imagem do bairro também como um pólo gastronômico. O maior desses eventos ocorre hoje, quando o quadrilátero formado pelas Ruas Bela Cintra, Oscar Freire, Haddock Lobo e Vittorio Fasano vai se transformar num grande calçadão.''''Faremos uma grande festa, com direito a decoração especial nas ruas, música, shows de mímica e cartunistas'''', diz a organizadora Karina Guarita. O quadrilátero ficará fechado para o trânsito das 19 horas às 22 horas, e as ruas serão forradas com tapete verde, com jeitão de gramado. ''''A idéia é realizar uma festa de rua parecida com as que ocorrem em Paris'''', avisa Karina. Para dar um toque a mais, um DJ vai comandar músicas francesas, mas nada de chansons. Os ritmos escolhidos são mais modernos.Batizado de Promenade, o evento resulta de uma iniciativa de 27 grifes, 22 restaurantes e do champanhe Chandon. As lojas aproveitam a data para expor nas vitrines a nova coleção, encerrando oficialmente a temporada de liquidação. Enquanto a festa é realizada na rua, grandes grifes oferecem comemorações fechadas a clientes e convidados VIPs. A Tiffany, por exemplo, promete sortear um pingente de ouro no formato de um balde de gelo. As pedrinhas são de brilhantes. A Louis Vuitton recebe fregueses preferenciais com champanhe rosé e morangos com chocolate. A Benedixt, loja de design, contratou o florista Vic Meirelles, que faz os arranjos de festas badaladas, para produzir a vitrine da loja especialmente para domingo.NOVATOS DO PEDAÇOA Eos Cosmetics, da empresária Mariângela Bordon, criadora da Ox, também preparou mimos especiais para o dia. Inaugurada há pouco mais de um mês, a loja-conceito na Rua Bela Cintra vende produtos à base de água. ''''Durante dez meses, procurei um ponto na Oscar Freire, mas não consegui. E acabei abrindo aqui, mas não é a mesma coisa'''', diz Mariângela. ''''A Oscar Freire é a passarela. O evento ajuda a distribuir o público.'''' No domingo, a Eos terá massagistas a postos.Quem for ao Promenade vai notar que na Augusta também há novidades. O cabeleireiro Jacques Janine, localizado no fundo de uma vila, abriu mão de boa parte do espaço que usava como estacionamento para abrigar novo empreendimento. Trata-se do Villa Albany, mix de restaurante, revistaria, enoteca e charutaria, inaugurado no fim de julho.A casa é resultado de uma parceria entre o salão de cabeleireiros - que completa 50 anos - e Mauro Cardim, empresário do ramo artístico. ''''Estamos aproveitando o aniversário da casa para rejuvenescer a nossa imagem'''', diz Solange Felipe, gerente de Marketing do salão. ''''Nossas clientes são fiéis, mas queremos atrair também uma nova clientela.'''' O Jacques Janine foi construído no fundo da vila e, por isso, fica afastado do movimento da Rua Augusta. O Villa Albany deve agitar a ruela.Apesar de agregar vários negócios, a nova casa é ampla e sem divisões. Até mesmo os dois restaurantes são integrados. O cliente entra pela revistaria e passa por painéis assinados pelo artista plástico Romero Britto, que dão para um salão com piso de tábuas largas e pé-direito alto.Para esquentar os negócios, Cardim resolveu tocar o ''''Projeto Jardins''''. ''''Quero montar um pool de empresários para reforçar a imagem dos Jardins como um pólo gastronômico'''', afirma. Ele já conseguiu o apoio de nomes importantes, como o restaurateur Alessandro Segatto, dono da La Risotteria. Com pratos tipicamente italianos, a casa lembra as construções da Toscana, na Itália, com suas construções rústicas. Nos Jardins também está o francês Le Vin Bistrô. ''''Apesar da diversidade, a região é sempre associada às compras'''', diz Cardim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.