Resgatado barco que afundou no Cais do Rio de Janeiro

Um guindaste retirou do fundo do mar no início da noite de ontem a chata ? embarcação utilizada para transportar o lixo dos navios atracados nos portos ? que havia afundado no final da manhã, junto ao armazém 1 do Cais do Porto, na Praça Mauá, segundo informações da Agência Brasil. O Comando do 1° Distrito Naval informou em nota oficial que a chata "Equipe 130" afundou quando recebia água imprópria do transatlântico "Queen Elizabeth II", atracado no terminal turístico do Cais do Porto. Com o naufrágio da embarcação, o navio de turistas que deixaria a cidade à tarde ficou impedido e só saiu às 20h40, com destino ao porto de Santos. A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro abriu inquérito administrativo para apurar as causas do acidente, sem feridos, e as responsabilidades. Também determinou que o içamento da chata só poderia ser feito mediante apresentação de um plano de salvamento e a colocação de barreiras de contenção e de absorção para evitar poluição da Baía da Guanabara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.