Resgatado sobrevivente de acidente aéreo em Roraima

O auxiliar de epidemiologia Marcos Xavier Cardoso foi resgatado com vida nesta quarta-feira, numa área de floresta onde o avião que viajava caiu no último sábado, 31. O Cesna 206 prefixo KBA, que levava agentes da diocese de Roraima para uma área onde vivem índios ianomâmi, foi encontrado por volta das 17h30 fora da rota da aeronave, entre as Serras Mocidade e Pacu na floresta perto da Missão Catrimani. O piloto Paulo Lopes e o técnico de enfermagem Darciel Santos Carvalho morreram no local do acidente. O sobrevivente está sob cuidados psiquiátricos em Boavista. Abalado, ele não falou sobre a tragédia por orientação médica. A diocese presta serviços à Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em quatro áreas indígenas de Roraima. Cardoso foi levado para Boa Vista por socorristas do grupo de salvamento aéreo da Aeronáutica sediado em Manaus. A Missão Catrimani foi fundada pelos missionários e conta com um total de 505 índios ianomâmi, divididos em doze grupos ou etnias. O complexo tem várias casas que servem de apoio para as missões de saúde da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). A diocese presta serviços à Funasa em quatro áreas indígenas de Roraima, inclusive a Missão Catrimani. São 44 funcionários que passam em média 15 dias na área. As tribos têm pouco contato com a civilização e em todos os locais só se chega de avião. Na região as chuvas são constantes nessa época do ano.

Agencia Estado,

04 Abril 2007 | 23h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.