Resgatados na Serra do Mar são levados ao hospital

Depois de 75 horas na mata, sete pessoas que estavam perdidas na Serra do Mar em uma trilha que liga Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, a Bertioga, na Baixada Santista, foram encontrado pelo helicóptero Águia da Polícia Militar às 14h10 de hoje. O grupo foi localizado a cerca de um quilômetro da base montada pelos bombeiros no alto da Serra, em Biritiba Mirim, bairro de Mogi das Cruzes. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém estava ferido, mas todos estavam com fome e frio. Eles iniciaram a trilha em Mogi das Cruzes às 11 horas do último sábado, 2, e às 10h40 de domingo comunicaram aos bombeiros pelo celular que havia se perdido na descida da serra.

REJANE LIMA, Agência Estado

05 Julho 2011 | 19h36

Três mulheres - entre elas a pesquisadora do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (USP), Francisca Carolina do Val, de 65 anos, foram resgatados de helicóptero e levadas para o Batalhão dos Bombeiros em Mogi das Cruzes, de onde seguiram de ambulância até o hospital Luzia de Pinho Melo.

Já as outras quatro vítimas - sendo três homens e uma mulher - tiveram que voltar caminhando acompanhadas de bombeiros, pois não houve teto para o helicóptero pousar novamente para resgatá-las, mas até às 18h45 de hoje não havia sido confirmada a informação de que elas teriam chegado até a base dos bombeiros. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual da Saúde, as famílias das vítimas não quiseram passar informações detalhadas sobre o estado de saúde das pacientes, limitando-se a informar que as três "estavam bem".

De acordo com a assessoria de imprensa da Universidade de São Paulo (USP), a expedição não era uma atividade acadêmica, embora a área seja próxima à Estação Biológica de Boracéia, que pertence ao Museu de Zoologia da USP, de onde a professora Francisca é docente aposentada. Atualmente, a pesquisadora leciona uma disciplina na pós-graduação do Instituto de Biociências, onde, ainda segundo a USP, nenhum dos integrantes do passeio está matriculado. Entre os perdidos está, por exemplo, a jovem Mila, de 28 anos, formada em Relações Internacionais pela USP; o namorado dela, João Paulo, de 30 anos; Erica, de 30 anos; Carlos, de 31 anos; José Guilherme, de 30 anos; e a inglesa Cler, de 30 anos.

Mais conteúdo sobre:
ocalização grupo Serra do Mar perdido

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.