Resgate de corpos de vítimas do voo 447 será retomado a partir do dia 20

Até o final deste prazo, equipes vão se concentrar em recuperar peças do Airbus da Air France

Daniela Fernandes, BBC

07 de maio de 2011 | 10h48

PARIS - As operações de resgate dos corpos das vítimas do voo AF 447 da Air France, que caiu no oceano Atlântico em 2009, serão retomadas por volta do dia 20 de maio, quando deverá ocorrer a troca da tripulação do navio, informou à BBC Brasil uma fonte ligada às investigações.

 

Veja também:

especialInfográfico: Detalhes da operação de resgate

especialPasso a passo do acidente com o voo 447

Até lá, a equipe a bordo do navio Ile de Sein vai se concentrar no resgate, já reiniciado neste sábado, das peças do Airbus consideradas importantes nas investigações realizadas pelo Escritório de Investigações e Análises (BEA, na sigla em francês) sobre as causas do acidente que matou 228 pessoas.

Entre as peças que começarão a ser resgatadas a partir deste final de semana estão os calculadores de voo, os motores, partes das asas e, se possível tecnicamente, a cabine dos pilotos.

Na sexta-feira, foram resgatados os restos mortais de uma segunda vítima da catástrofe. Mas diferentemente do primeiro corpo içado na véspera, este resgate mais recente não foi de um corpo inteiro e os restos também não estavam presos ao assento do avião, foram resgatados no solo marinho, disse à BBC Brasil Philippe Vinogradoff, representante do governo francês junto às famílias das vítimas.

Reforço na equipe. Com essas duas operações de resgate diferentes, os investigadores franceses puderam constatar a viabilidade de retirar do fundo do mar tanto corpos presos aos assentos da aeronave como também restos mortais ou qualquer outro elemento disperso no solo marinho, afirmou a polícia militar francesa.

Segundo especialistas, em casos de catástrofes aéreas no oceano, a maioria dos corpos normalmente fica dispersa no fundo do mar e não presa aos assentos do avião. A polícia militar francesa informou também que irá resgatar todos os corpos e objetos pessoais das vítimas do acidente.

Para realizar essa operação, que irá durar cerca de 15 dias segundo um comunicado, as equipes de resgate dos corpos serão reforçadas com cerca de 12 especialistas no momento da troca do equipamento do navio Ile de Sein, prevista por volta do dia 20 de maio.

As duas caixas-pretas do avião e também as amostras coletadas dos restos mortais encontrados, que serão utilizadas em testes de DNA, deverão chegar a França na próxima semana.

O navio francês La Capricieuse, que vai recuperar esses elementos a bordo do Ile de Sein, deverá chegar a Guiana Francesa na terça-feira. Em seguida, eles serão enviados a França por avião.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
voo 447Air France

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.