Responsável pela Escola da PM comandará o Bope

O nome do novo comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope)será Sérgio Woolf Meinicke, 49 anos, que até então comandava a Escola Superior de Polícia Militar. O novo comandante que estará à frente dos 406 policiais do Bope já comandou a corporação, entre 1996 e 1997, durante a gestão do ex-governador Marcello Alencar. Meinicke substituirá Venâncio Moura afastado do cargo pela governadora do Rio, Benedita da Silva, após a operação realizada na noite de sexta-feira na Favela de Vigário Geral, na qual foi baleado o percussionista do grupo O Rappa, Paulo Negueba. Segundo o músico, policiais do Bope foram os autores dos disparos. Segundo o secretário da Segurança Pública, Roberto Aguiar, Sérgio Meinicke tem as características necessárias para assumir a função: cursos especiais e preparo de combate. "O comandante é absolutamente operacional. O Bope está merecendo atenção especial, até quem sabe, um enxugamento para que tenha mais especialistas."Sobre a atuação do ex-comandante do Bope, Venâncio Moura, afastado por Aguiar depois do episódio em Vigário Geral, o secretário não quis comentar. Ele disse apenas que a conduta de Moura está sendo avaliada sob o ponto de vista da "operação e da letalidade que ofereceu às pessoas". O comandante da PM, coronel Francisco Braz, disse que a dinâmica do Bope precisa ser renovada. "Os fatos que vieram acontecendo contribuiram para que a tropa fosse reorganizada".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.