Ressaca torna perigoso o litoral fluminense

A ressaca nas praias do Rio continua provocando ondas que variam de dois a três metros de altura. Segundo o comandante das Unidades Especiais do Corpo de Bombeiros, Marcos Aurélio Silva, os locais mais perigosos sã o as praias de Barra de Guaratiba e do Recreio, na zona oeste do Rio. Ele recomenda à população que evite o banho de mar e adverte os pescadores que não saiam para mar aberto."O mar está perigoso, com fortes ondulações e corrente de sul para leste. Hoje não é dia para banho. Os pescadores devemmanter as embarcações dentro das baías e não ir para o mar aberto", alertou o comandante à Agência Brasil. Silva disse que ontem foram registrados 34salvamentos, dos quais sete de pessoas que ficaram presas em pedras por causa da agitação do mar. Hoje ainda não foi feito o balanço dos atendimentos.

Agencia Estado,

11 de julho de 2004 | 13h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.